Dicas de segurança

Notícias

RAETEC - SOLUÇÕES EM SEGURANÇA

Monitoramento de Sistema de Alarme e Câmeras

Monitoramento de Sistema de Alarme e Câmeras

Conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, o Estado teve mais de 116 mil casos de furtos e 65 mil roubos em 2019. Esses números não contemplam eventos de pequeno impacto financeiro, aos quais muitas vezes os proprietários não registram ocorrência e, por isso, não constam nos indicadores.
Em função desses números preocupantes, cada vez mais pessoas têm optado por utilizar dispositivos de identificação e inibição de ocorrências, como sistemas de alarme, cercas elétricas e sistemas de câmeras. Essas ferramentas auxiliam na proteção do patrimônio e na identificação de qualquer anormalidade.

Mas o que é monitoramento de alarme e como funciona?

Monitorar um sistema de alarme implica em acompanhar todo tipo de situação que possa estar relacionada ao local, tomando ações preventivas, reativas ou de controle, conforme cada caso. Para isso é importante que se tenha conhecimento sobre o que é cada item que a central de alarme informa e quais as consequências de cada um desses eventos.
Normalmente imaginamos o alarme sobre a ótica de estar armado ou desarmado, mas há muitas outras funcionalidades. Quando um sistema é ligado ou desligado, isso é feito por alguém, por isso é importante ter o controle sobre as autorizações e horários em que isso normalmente é realizado. O fato de um sistema não ter sido ligado também é motivo de preocupação e parte da tarefa de monitorar.
Quando ocorre um disparo, é importante saber onde ele ocorreu, entender se isso vem ocorrendo com frequência e em que parte do imóvel disparou. Além disso, todos os sistemas demandam gerenciamento de energia elétrica, bateria, controle sobre envio ou não de eventos e quais os meios de comunicação utilizados para essa transmissão. Todas essas questões são pertinentes ao monitoramento de alarme, realizado por empresas de segurança com base na utilização de softwares para gerenciamento, controle e padronização das ações.

Posso fazer esse monitoramento por conta própria?

Alguns recursos estão disponíveis no mercado para que o próprio cliente faça o monitoramento, identifique quando o alarme é armado e desarmado, quando ocorre algum disparo ou até perceba outras possíveis falhas. No entanto, cabe ressaltar que, em geral, as pessoas não dominam integralmente os processos, por isso o acompanhamento de uma empresa de segurança é sempre  indicado.
Não basta identificar os problemas, é necessário, por exemplo, ir ao local durante o período da noite, sob chuva e mediante o risco de deparar-se com um criminoso. Essa abordagem requer conhecimento técnico e só deve ser feita por profissionais capacitados. Isso não impede que o cliente acompanhe e saiba quais ações foram tomadas. Para isso, é importante contar com empresas que sejam transparentes, oferecendo inclusive ferramentas para esse acompanhamento.

E o monitoramento das imagens, como funciona?

Ter controle e gerenciamento de tudo que acontece com o alarme é um grande recurso, mas poder associar a isso imagens em tempo real para acompanhar o local é ainda melhor. Isso agrega agilidade ao atendimento e, quando falamos em ações de segurança, velocidade de resposta é a chave para o sucesso da operação. Imaginemos o disparo do alarme que, ao aparecer na tela do operador do monitoramento, abre automaticamente a câmera do local e um indivíduo é visto em ação suspeita. O acionamento do órgão de segurança é imediato, com a descrição de características e possibilidade de intervenção assertiva potencializada. Além disso, sistemas de monitoramento de imagens possibilitam gravação das ocorrências, fazendo com que registros estejam presentes mesmo nos casos em que os equipamentos de gravação do local são furtados ou danificados.
Existem ainda outras possibilidades, como o acompanhamento de chegada e saída. Em horários definidos, o operador acompanha através das câmeras o estabelecimento, ficando atento a eventuais anormalidades. Implementar o chamado vídeo analítico pode ser uma alternativa para aumentar a assertividade das ações.
Quando se trata de segurança, estamos falando de um segmento em constante evolução, onde novas tecnologias surgem para auxiliar no trabalho de proteção pessoal e patrimonial. A demanda é grande e a necessidade de se manter atualizado também.

Comment(0)